Segunda-feira, 9 de Janeiro de 2006

Onde pára o cavalheirismo???!!!!

botaspretas.jpg

Há dois anos atrás vi umas botas pretas de cano alto numa montra. Fiquei encantada, deslumbrada… Pensei aquelas botas vão ser minhas. Pensei??!!! E porque não comprei logo???!!! Bom o preço. O preço era convidativo a ponderar e a pensar.
Andei uma semana a passar pelo mesmo sítio e a namorá-las.
Ao fim de uma semana disse BASTA!!! E entrei na loja calcei-as e tornei-as minhas.
Depois destas botas, fiquei a acreditar em «amor» á primeira vista.
Havia apenas um pequeno senão uns saltos de 8 cm e q.b. finos. O que no meu caso é bastante alto para as usar no meu dia a dia (e eu queria umas botas pretas para as usar no meu dia-a-dia).
Bom quem quer ser bela tem que «sofrer». E depois lembrei-me de todas as botas que tinha (mas óbvio que nenhuma igual aquelas), e poderia sempre levar aquelas num dia em que não tivesse que andar muito…
Bom nos primeiros tempos «sofri» bastante, não conseguia me separar das botas. Ou seja não calçava as botas para combinar com a roupa, vestia roupa para combinar com as botas.
Óbvio que o levar as botas apenas para os dias mais calmos, em que não tivesse que andar muito, foi esquecido.
Lembro-me perfeitamente do DIA. Tive que sair várias vezes para ir a um cliente, várias reuniões internas no meu escritório (subir e descer escadas, sair e entrar em gabinetes…). No final do dia estava estafada, sentei-me numa cadeira e por momentos distrai-me com as minhas botas, levantei os pés e fiquei a adorá-las. Mas sentia-me deveras cansada, aquela coisa de andar em bicos dos pés um dia inteiro (ainda por cima um dia como aqueles) era dose. Mas de qualquer das formas nem que fosse pela altura que atingia com elas, todos por alguma razão reparavam nas minhas lindíssimas botas. Compensava!!!!
Lembro-me ainda de pensar (enquanto as mirava e adorava), que se existisse uma emergência e tivesse que correr com as botas, o melhor seria tirá-las e correr descalça… Correr em bicos de pés parecia-me impossível.
Bom, entre o ficar embevecida com as botas, mais umas chamadas telefónicas e umas entradas de colegas no meu gabinete, acabei por me atrasar.
Assim sai apressadamente do escritório (o apressadamente é brincadeira, não combinava com o andar ondulante que as botas me davam e muito menos com os 8cm dos saltos) e dirigi-me ao metro do Marquês de Pombal.
Lembro-me de olhar para o relógio e pela primeira vez amaldiçoei as minhas «ricas» botas pretas!!!!
E prontos. A pressa, o cansaço, os saltos altos e finos…. Zás !!!! Quando dei por mim tinha colocado um dos meus saltos naquelas grades que existem no «hall» do metro.
Calmamente tentei puxar o pé. Nada!!! Depois puxei com mais força. Nada!!! Dei uns jeitinhos para a esquerda e para a direita com o pé e NADA!!!
Se estava atrasada agora estava atrasadíssima e para demais já estava a ser alvo de olhares divertidos. Bom, tentei novamente tentando manter a calma. E continuava tudo na mesma!!!!! Debrucei-me para analisar a situação e foi quando vi uma sombra ao meu lado a debruçar-se e alguém me disse :

- A senhora devia descalçar a bota!!!

Ao meu lado tinha um senhor com uma daquelas malinhas de cabedais na mão (que eu costumo apelidar de lancheira) e pelas pintas brancas que tinha no cabelo e nas mãos deduzi que seria estucador, pintor…
Não poderia recusar a oferta. Estava ciente que naquele momento me encontrava literalmente pregada ao chão. E nem morta deixava a minha bota para trás.
Assim apesar de constrangida resolvi descalçar a bota.
O meu «estucador» assim que viu a bota sem pé colocou-se ao trabalho. Enquanto eu bastante constrangida (a cinderela de pé descalço no meio do Hall do metro do marquês) o observava e ia distribuindo sorrisos aos olhares divertidos que passavam e tentava ignorar as gargalhadas de quem estava ali parado (por razões que me eram alheias) e tinha estado a assistir à novela desde o inicio.
Bom, foi muito doloroso assistir àquilo. Achei que ia ficar sem salto, que o cano da bota iria se separar do resto da bota … and so on. Mas pareceu-me despropositado dizer ao meu «estucador» qual o preço das botas, que eram de pele e a marca. Assim aguentei a tortura «estoicamente». Até que num movimento mais brusco…. A grade se soltou com A MINHA BOTA AGARRADA!!!!
Escuso-me a descrever-vos as gargalhadas que soaram no hall do metro do marquês.
Bom o meu «estucador» lá colocou a grade entre as pernas e vai de puxar a bota, enquanto me lançava sorrisos animadores.
ET VOILÁ… o meu «estucador» conseguiu!!!! A bota soltou-se. Confesso que julguei ouvir algumas palmas, mas o constrangimento era tanto que nem me virei.
Calcei a bota o mais dignamente e discretamente que me era possível ( como se isso fosse possível) e levantei-me para agradecer.
Tive vontade de lhe dizer depois de ver a minha bota incólume após as torturas porque passou «- O senhor é o meu herói!!!» mas fiquei-me por:

- Agradeço-lhe imenso a ajuda que me prestou.

E dei-lhe um dos meus maiores sorrisos. Ao que ele me respondeu:

- Ora essa minha senhora, disponha sempre. Passo por aqui todos os dias por volta das 19.00 horas.

Acenei com a cabeça, sorri e continuei o meu caminho. Bom confessa que depois de isto tudo passar, dei umas valentes gargalhadas. Mas acima de tudo há algo que não esqueço o gesto de cavalheirismo e ajuda do meu «estucador». Coisa rara nos dias que correm.

@ Tenham uma excelente semana a vossa (salvo seja) Princesa
Decreto-Lei decretado por PrincesaVirtual às 00:09

link do post | Alegações Plebeias | favorito
|
29 comentários:
De Anónimo a 13 de Janeiro de 2006 às 13:56
Mas....kéké isto??? Quem foi o milagreiro que tirou a Smilenta da cova???? ahahahahahahahahafalaparadentro
(http://coisasparvas.blogs.sapo.pt)
(mailto:falaparadentro1@sapo.pt)
De Anónimo a 13 de Janeiro de 2006 às 10:48
Miguel.. Miguel.. lá pq a pluma é minha conhecida tu n te estiques pah! :) Smile_LikeDevilzinha
</a>
(mailto:a@mail.pt)
De Anónimo a 12 de Janeiro de 2006 às 12:45
Um beijinho à Cristiana por mim, tá? ;) eheheh!miguel
</a>
(mailto:miguelclix@hotmail.com)
De Anónimo a 12 de Janeiro de 2006 às 12:35
hahahahahahahahahaha princesa. HAHAHAHAHAHAHAHAHHA olha, nem consigo dizer muito mais! Está sencional o teu texto, e as descrições demais! Vivam os estucadores, os pintores, soldadores, e sei lá mais o quê...desde que sejam cavalheiros, tá-se mesmo a ver!!! (a sorrir de orelha a orelha!) Beijos na teara! ::)))igara
(http://www.bloguiando.blogs.sapo.pt)
(mailto:igara@sapo.pt)
De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 22:28
FALA-PARA-DENTRO : Amen :) FERNANDO: viva viva tenho um fã ehehe ;) sorry tou atulhada de work não tá facil postar MIGUEL: Amigos das minhas amigas, meus amigos serão :) (é quase assimk, quasee...)pluma(princesavirtual)
(http://www.princesavirtual.blogs.sapo.pt)
(mailto:plumacaprichosa@hotmail.com)
De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 22:28
Olá!!! Antes demais quero responder-te à primeira pergunta que este blog me fez: claro que acredito em princesas!! Eu própria sou uma princesa! Eu e outras das Mais que escrevem no mesmo maravilhoso blog que eu, a_mais_linda. Esclarecido este ponto, esta história convenceu-me! É mesmo o tipo de coisas que gosto de ler, banalidades do dia-a-dia (por vezes episódios mais engraçados) mas que se tornam especiais quando contados com uma certa magia. Vou voltar! Espero encontrar qualquer dia um comentário teu num dos meus posts... pode ser que também te consiga convencer!
*a_mais_fofa*a_mais_fofa
(http://somosasmais.blogspot.com)
(mailto:alguemfeunl@hotmail.com)
De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 18:56
Será possível?! Descobri há 15 segundos (ou melhor, fui descoberto) que eu e você temos uma amiga de carne e osso em comum! O primeiro post que faço neste blog... e pronto, dão logo comigo! Já nem na net passamos incógnitos.
Caramba, que o mundo é pequeno. E pensar que nas últimas 3 ou 4 semanas me deparei com outras tantas inacreditáveis coincidências...miguel
</a>
(mailto:miguelclix@hotmail.com)
De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 16:32
Gosto tanto de vir aqui, que esta já deve ser a 3876376873ª vez hoje que venho atrás de um post novo... e dou com a cabeça sempre no mesmo post!! (linda piada...)Fernando
(http://www.hojeli.blogspot.com)
(mailto:fjsla@yahoo.com)
De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 10:12
PRINCESAVIRTUAL: Eu cá sou como JC (um amigo de S.Tomé) - "Felizes os que acreditam sem terem visto" [ehehehehehe...um déjá vu!!!]! Acredite pois V.Alteza e, quem sabe, não ganhará o reino dos céus! [prometo que dou uma palavrinha ao JC nesse sentido]:Do_fala_para_dentro
</a>
(mailto:fala_para_dentro@sapo.pt)
De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 09:26
FALA-PARA-DENTRO: Esta Princesa é como S.Tomé ver para crer PASSO : Quem sabe um dia deste ehehe ;)NANA: Ora essa não tens nada que agradecer, mereces :)ESTUCADOR: E eu a pensar que te tinha perdido!!! Bem vindo ao meu blog CARLOS: bonito poema :) pluma(princesavirtual)
(http://www.princesavirtual.blogs.sapo.pt)
(mailto:plumacaprichosa@hotmail.com)

Alegações Plebeias...

.Audiências Reais com a Princesa Virtual: PrincesaVirtual@sapo.pt

.pesquisar

 

.Novembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Decretos-Lei Recentes

. ...

. Era uma vez uma Princesa ...

. Quando o cristal se estil...

. COMUNICADO REAL...

. À conversa com uma CABRA!...

. Pastilhas...

. Os Mapas, as mulheres e o...

. As vantagens/oportunidade...

. A SMS.....

. Criteriosa....

.Decretos-Lei Antigos

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.Nobreza que visito

.Livro de visitas

.Aqueles que me estão a visitar agora mesmo...

.Alguém os viu???

.A orquestra a tocar

.Levem a Princesa (salvo seja) - o seu selo...

blogs SAPO

.subscrever feeds