Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2006

Aleluia!!! Aleluia!!!

Arcoiris.jpg

@ Foto de Jorge Gois um fotógrafo açoreano WWW.JORGEGOIS.COM vale a pena visitar a página dele.
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
No outro dia ia para o trabalho com uma colega minha. Uma rapariga acabadinha de sair da «escolinha». Uma «parladora» o que me diverte muito.
Uns olhos muito brilhantes, cheia de vida e muita piada. Uma «mulher» do Norte.
Gosto de pessoas do norte com muitos «bêsss»…a «pronuncia» cantada diverte-me e regra geral são pessoas divertidas.
Gosto do ar desta miúda, que é uma mistura entre o «conservador» e o «irreverente». Consegue conjugar uma saia verde abaixo do joelho e uma blusa de gola alta verde q.b. conservadores, com uns sapatos altíssimos «laranjas» debruados a «rosa» (que nunca calçaria, mas confesso que apenas por uma questão de «timing» e gosto pessoal). «Timing» porque acredito que para não roçarmos o «ridículo» tudo tem o seu tempo.
O mais engraçado é que mal se consegue equilibrar naqueles sapatos, mas também sei que sem eles não se sentiria bem. Um esforço para parecer mais «crescida» e ser levada a sério na vida Professional que agora está a iniciar.
Contava-me ela de uma forma muito «naife» que não gostava de LISBOA. Confesso que era cedo, estava cansada, o sol batia na janela do carro e eu ia meio ensonada, por isso deixava-a falar sem a interromper.
Que as pessoas de LISBOA, não eram como as pessoas do PORTO. Nem esta rivalidade NORTE/SUL me acordou da «lanzeira» em que me encontrava, ela era uma miúda nova não sabia o que dizia, pensei!!! E depois continuava bastante divertida.
Dizia-me ela às tantas que em LISBOA se falasse com alguém no metro, a olhavam como se fosse «louca».
Aqui sorri e apeteceu-me brincar com o «metro» do PORTO. Mas como disse ia muito ensonada, com o «sólinho» a bater-me, embalada com uma música na rádio e o som da voz dela.
Lembro-me que comentei estas «declarações» com uns colegas e que nos rimos.
Uns dias mais tarde re-lembrei esta história.
Tinha ido visitar uma equipa minha a um cliente e voltava para o escritório. Fui de metro e apanhei a linha «verde». Quando entrei dei comigo a pensar, que não é só as cores das linhas que mudam, a «clientela» também. Muita gente de cor, pouca gente «engravatada», muitos senhores «qué flô»…e como em todas as linhas muito calor humano. Quase não nos conseguíamos mexer.
Numa das paragens do metro entrou uma senhora, loira meia idade…intensamente perfumada e q.b pintada. Vinha carregada com imensos sacos.
Seria impossível não dar por ela.
Assim que entrou no meio da multidão tentou arranjar espaço para se segurar ao varão ( e olhem que não é tarefa fácil!!!).
Esbanjava sorrisos. Sorrisos enormes do tamanho do mundo … o que constrangia as pessoas.
Lembro-me que falava com todas as pessoas:

- Minha querida desculpe-me pode desviar a sua «cara laroca» para eu me segurar??? (enquanto lançava um verdadeiro sorriso a «Manuela Moura Guedes» à rapariga que ia encostada ao varão)

- Ai minha senhora isto é uma canseira !!!! (e lançava outro sorriso enorme à senhora que ia do seu lado esquerdo)

- Hoje fiz umas compras fabulosas!!! Quer ver o que comprei??? (virou-se para a senhora do lado direito, enquanto abria um dos sacos que tinha na mão)

Lembrei-me da miúda e da conversa dela sobre as pessoas de LISBOA. Todas aquelas pessoas olhavam para a senhora como se ela não «existisse». E eu virava a cabeça para o outro lado para conter uma gargalhada.
Reparava que as pessoas ficavam constrangidas. Que sorriam ou acenavam com a cabeça porque não tinham escapatória possível.
Para mim aquela senhora tinha-se tornado irresistível, não conseguia tirar os olhos de cima dela, «esbanjava» simpatia para todo o lado. Uma simpatia «constrangedora» nos dias de hoje.
Depois entre um « -olhe querido, dá-me uma ajudazinha???»... e muitos sorrisos, muitos agradecimentos, conseguiu algo de verdadeiramente impressionante que um senhor se levantasse e lhe desse o lugar!!!! Um lugar no metro??? !!!!
Agradeceu imenso, «- muita saúde, para si e família» dizia ela… e seguidamente depois de bem sentada entabulou conversa com a senhoras que iam á frente, direita, esquerda e atrás….
Formou-se uma GRANDE família, ali mesmo naquela carruagem do metro. E apenas escapavam as pessoas que como eu, já riam á gargalhada e viravam a cara para o lado (e se encontravam a uma razoável distância) e aquelas que conseguiam escapar às «garras daquela senhora tão simpática» com um desviar de olhos ou escondendo-se atrás de uma das vitimas da senhora.
A senhora da frente era a que lhe dava mais conversa e durante uns minutos fui entretida…era irresistível os ….queridas…sim amiguinha…ai que carinha linda que a senhora tem… entre outros «mimos» oferecidos com «genuinidade» pela senhora do sorriso enorme.
Depois a senhora da frente teve que sair ….
Despediram-se como amigas e entre os «mimos» a que já nos tinha habituado finalizou com:

- Muita Felicidade e que Deus esteja connosco!!! Aleluia!!! Aleluia!!! (acompanhando este cumprimento com um gesto de levantar as mãos para o céu)

Ouviu-se um som «surdo» de ahhhhhhhh!!!! Vi os sorrisos nas caras das pessoas (da revelação) e alguém segredou «- É da IURD!!».

O alívio era geral!!! Afinal havia uma explicação para a «insanidade» de tanta felicidade num metro apinhado de gente silenciosa, carrancuda, cansada, monótona, triste. Aquela senhora era um «arco-íris» no meio de tanto cinzento.

Confesso que eu própria pensei o mesmo… Mas pensei mais, pensei que talvez valesse a pena me converter à IURD.

@ uma boa semana para todos a vossa (salvo seja) Princesa

Decreto-Lei decretado por PrincesaVirtual às 16:50

link do post | Alegações Plebeias | favorito
|
28 comentários:
De Anónimo a 24 de Fevereiro de 2006 às 09:41

Acho que não é necessária nenhuma inscrição na IURD... Basta, por vezes, despirmo-nos de preconceitos sem sentido e, pensarmos, que ridiculos somos nós por não conseguirmos ser tão genuínos como a Sra. do metro. Beijo grande, PrincesaEssa_Miuda
(http://www.sonhadorainata.blogs.sapo.pt)
(mailto:Essa_Miuda72@hotmail.com)
De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2006 às 17:12
eh eh eh, há com cada maluco... esta deve ter sido dose.inconfidente
(http://inconfidencias.blogs.sapo.pt)
(mailto:inconfidencias@sapo.pt)
De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2006 às 09:47
SOFIA: Começo a achar que são...de qq das formas mesmo assim não me convencem com a sua religião (ou o que quer que seja a IURD), ahhh e os meus sapos principes, como já afirmei várias vezes aqui para além de «boa gente» são sapas e aqui a Princesa ainda não deu em lésbica eheeh beijos ;)
FERNANDO: Mai Nada :D FALA-PARA-DENTRO: Perfeitamente entendu!!! :S MSDOS: obrigado pelo elogio (subtil) ai como evoluimos :D beijos (recatados)STRESSADINHA: nem mais :) beijos NANA: sim de facto seria giro mas utópico ;) beijitos ZUKO: tens toda a razão...quanto ao Sr. dos Janquizinho já vi :D beijos CASTOR:Hallelu Yah!!! para ti tb aahaha beijos :Dpluma(princesavirtual)
(http://www.princesavirtual.blogs.sapo.pt)
(mailto:plumacaprichosa@hotmail.com)
De Anónimo a 22 de Fevereiro de 2006 às 22:38
Olá Princesa (ainda que virtual)! Às vezes também me apetece "litificar", dar a boa nova e pregar aos ventos... ALELUIA, ou melhor, Hallelu Yah!... Embora seja, como bom Castor, um "roedor" nato, ehe,ehe,ehe...CASTOR
(http://diquedocastor.blogs.sapo.pt)
(mailto:diquedocastor@sapo.pt)
De Anónimo a 22 de Fevereiro de 2006 às 17:14
Quanto mais cosmopolita é uma cidade, mais fechadas são as pessoas. Vai a Paris ou Londres e passas a achar que em Lisboa as pessoas são muito simpaticas e faladoras. Eu só consegui "entrar" em Paris com a ajuda de um nativo, e mesmo assim...

Já lá está em baixo a resposta para o Sr Jaquinzinhos;-) Zuco o Sociologo
(http://www.citizenzuko.blogs.sapo.pt)
(mailto:zuco40@yhaoo.com)
De Anónimo a 22 de Fevereiro de 2006 às 15:54
Oh, não era tão giro que agora surgisse por aí uma onda de simpatia e todos sorrissem a todos, sem ninguém achar isso estranho?? Eu gostava... logo eu, que me estou sempre a rir... Mas pronto, pelo menos em Setúbal não pode ser nada... Quem sabe em Kuala Lumpur... BjsNana
(http://www.terrinha.blogs.sapo.pt)
(mailto:terra_susana@yahoo.com.br)
De Anónimo a 22 de Fevereiro de 2006 às 14:30
A gripe pega-se, o mau humor pega-se, o stress pega-se... porque é que ninguém se deixa apanhar pela alegria? porque têm medo de ser tomados por loucos?! ok... parece-me que a loucura está apenas nos olhos de quem olha... stressadinha
(http://stressadinha.blogs.sapo.pt)
(mailto:stressadinha@sapo.pt)
De Anónimo a 22 de Fevereiro de 2006 às 14:06
Ok,ok...ontem aterrei aqui como quem aterra num campo de minas de estanho (as coisas que este gajo - Fernando - sabe sobre Kuala Lumpur; é uma vida dedicada à causa)!! E mais não digo sobre Kuala Lumpur, sob pena de desatar aqui aos palavrões e ser expulso do palácio real. De qualquer forma, já deve ter estado mais longe, à conta destes meus comentarios inteligentes!falaparadentro
(http://coisasparvas.blogs.sapo.pt)
(mailto:falaparadentro1@sapo.pt)
De Anónimo a 22 de Fevereiro de 2006 às 13:21
Acontece que Kuala Lumpur no sec XVIII não era um deserto. Eram minas de estanho... LOL!!Fernando
(http://www.hojeli.blogspot.com)
(mailto:fjsla@yahoo.com)
De Anónimo a 22 de Fevereiro de 2006 às 12:59
De um modo geral concordo... mas de facto e se pensarmos bem nas circunstâncias, estas levam-nos a pensar que sapatos laranja e rosa, indiciam um comportamento estranho indicativo de um desequilibrio cognitivo não negligênciavel. De todo o modo, a ausência de sapatos pode ser ainda mais grave e pouco consentanea com o estado geral das artérias pedonais de uma idade como Lisboa! Já no que toca às cores escolhidas para a linha de metro, foram escolhidas sem qualquer critério pictorico conhecido, ou seja "ao calhas" o que propicia os comportamentos estranhos dos seus utilizadores, conforme é descrito neste pedaço de boa prosa!MSDOS
</a>
(mailto:stantonstreet@sapo.pt)

Alegações Plebeias...

.Audiências Reais com a Princesa Virtual: PrincesaVirtual@sapo.pt

.pesquisar

 

.Novembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Decretos-Lei Recentes

. ...

. Era uma vez uma Princesa ...

. Quando o cristal se estil...

. COMUNICADO REAL...

. À conversa com uma CABRA!...

. Pastilhas...

. Os Mapas, as mulheres e o...

. As vantagens/oportunidade...

. A SMS.....

. Criteriosa....

.Decretos-Lei Antigos

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.Nobreza que visito

.Livro de visitas

.Aqueles que me estão a visitar agora mesmo...

.Alguém os viu???

.A orquestra a tocar

.Levem a Princesa (salvo seja) - o seu selo...

blogs SAPO

.subscrever feeds