Sexta-feira, 26 de Maio de 2006

Um questão de comunicação...

- Anaaaaaaaaaaaa…. Epá não acredito!!! Tu diz-me que é mentira!!! Por favorrr….

 

Da cozinha ela visualizava a pigmentação vermelha que lhe subia pelas faces acima com uma ligeira tendência para o roxo. Imaginava as veias do pescoço dilatadas, os olhos abertos de estupefacção.

 

Fechou a torneira, agarrou no pano e começou a limpar as mãos, preparando-se para enfrentar «La Fera»… Saiu da cozinha com um sorriso na cara a relembrar-se do dia anterior.

 

….

 

- João, sabes estava a pensar que precisávamos de uns cortinados novos para a sala.

 

- hmmmm…hmmmm

 

-Achas que ficava aqui bem um tom creme???

 

- hmmm hmmmm….

 

Ela olhou para ele, apreciava a forma como naqueles momentos ele concordava sempre com ela.

 

-Também estava aqui a pensar que precisávamos de um tapete bonito no nosso quarto. Sabes daqueles enormes que pudemos colocar debaixo da cama… Vi um lindo, queres escolher a cor ou posso escolher???

 

Olhou de novo para ele e viu-o a abanar a cabeça em sinal de concordância enquanto murmurava novamente  «- hmmm…hmmm»…

 

Ela insistiu.

 

-Posso escolher???!!! Posso???

 

- Sim…sim …escolhe.

 

Sabes João só mais uma coisa, desculpa estar-te a incomodar…

 

- Sim..sim.  Ana não podemos falar daqui a pouco????!!!!

 

- Bolas João!!! (aqui subiu propositadamente a voz!!! Por forma a que ele olhasse para ela e fez aquele beicinho de quem ia iniciar uma discussão, seguida de um amuo.) Se não falamos quando estamos juntos, falamos quando???hemmm??? É assim que achas que uma relação deve funcionar, sem comunicarmos??? Tu não achas…

 

Foi interrompida por ele:

 

- Ok…Ok… diz que te estou a ouvir…

 

Ela sorriu e continuou.

 

- Como te estava a dizer lembras-te daquela saia fabulosa que vi no outro dia que combinava perfeitamente com os sapatos e aquela mala que comprei. Aquela que disseste que era muito cara. Estava a pensar em comprá-la. Que achas??? A saia é mesmo gira. Tão fashion!!!

 

- Ok ok…hmmm hmmm….

 

Agora faltava esperar um pouco. O MOMENTO não tardaria a surgir.

 

Et voilá…o seu MOMENTO.

 

- João tens que me dar o teu cartão de crédito…preciso dele para puder ir buscar estas coisas.

 

Ao mesmo tempo colocou-se «estrategicamente» à frente dele…

 

- Ohhhh Ana…. agora nãooo…agora nãoooo…

 

Viu a remexer-se, a torcer-se, a levantar-se…exasperado….

 

- João dá-me só o cartão. A sério não te incomodo mais….

 

Ao mesmo tempo que se colocou mais um pouco na sua frente… Ele não aguentou a pressão!!!!

 

- Ok Ok toma…toma.

 

Viu-o a retirar o cartão da carteira para lho entregar.

 

Quando estava a sair de casa para ir buscar as coisas que já estavam reservadas ouviu-o gritar:

 

- GOLOOOOOOOOOO….GOLOOOOOOO….

 

Sorriu e fechou a porta.

 

…..

 

Entrou na sala e viu-o a olhar para os cortinados novos, sorriu e perguntou-lhe:

 

- Giros não são??? Olha querido, já viste o tapete novo do nosso quarto????!!!!!

 

 

@ Ai Mundiaaaallll… Mundialllll a quanto nos obrigas!!!!!!

 

A vossa (salvo seja) Princesa Virtual deseja-vos um excelente fim-de-semana e uma óptima semana …

 

sinto-me: Solidáriamente patriótica
Decreto-Lei decretado por PrincesaVirtual às 11:50

link do post | Alegações Plebeias | Ver Alegações Plebeias (54) | favorito
|
Sexta-feira, 19 de Maio de 2006

Publicidade a quanto obrigas!!!!!

É impressionante nos dias de hoje a «publicidade» que nos «enfiam» literalmente pelos olhos adentro.

Na roupa, comida, produtos de limpeza, revistas, caixas de correio, televisão, jornais, etc… etc… etc…

Recentemente até nos W.C . Os homens têm nas paredes por cima dos urinóis «placards publicitários» que os distrai do seu acto fisiológico e as mulheres pregadas nas portas.

Enfim publicidade …publicidade…

Depois há a chamada «informação do público em geral» que vem junto à publicidade como uma espécie de «bónus» (obviamente que não falo em publicidade institucional), que pode ter um objectivo lúdico (ou não) ou apenas passar uma mensagem. Um exemplo é as frases, provérbios, anedotas etc e tal… que vem nos pacotinhos de açúcar dos nossos cafezinhos.

Fartamo-nos de ver esse tipo de informação. No meu caso na maioria das vezes diverte-me pelo «caricato» da natureza da mesma.

Há poucos dias fui contemplada com diversa informação avulsa (diária) que gostaria de compartilhar convosco.

 

Passo a citar:

 

- O nível de estrógeneos pode fazer-te sentir-te mais motivada;

- Os estrogéneos regem a 1ª metade do ciclo;

- Falsos mitos: não podes tomar banho no mar porque o período é interrompido;

- Falsos mitos: não podes lavar a cabeça porque o período é interrompido;

- O nível de estrógeneos pode fortalecer a memória;

- O nível dos estrógeneos melhora o cabelo e a pele;

- Quando não te vem o período e não estás grávida chama-se amenorreia;

-Falso mito: não podes comer laranja;

- A testosterona causa nervosismo;

- A testosterona dá-nos mais apetite…. etc… etc…

 

Deixo aqui algumas definições:

 

Estrógenos – designação de hormonas sexuais femininas produzidas nos ovários e na placenta;

 

Testosterona – designação de hormona sexual masculina segregada pelos testículos;

 

 

Antes de vos informar de onde retirei a informação passo a chamar-vos a atenção para as mensagens acima:

 

1º Os falsos mitos são puras «anedotas» eram coisas que eram contadas pelos nossos avós e bisavós e assumidas como verdades, verdadinhas!!! Uma realidade dos tempos em que não havia televisão, jornais e revistas (acessíveis para todos) e Internet. Em que  as meninas na sua primeira menstruação achavam que tinham uma doença grave. Em pleno séc. XXI, julgo que esta informação apenas consegue despoletar gargalhadas nos jovens e crianças, sobre a «santa ingenuidade» de outros tempos;

 

2º Como depreenderam da informação que citei acima, a mesma é dirigida para as mulheres e tem a ver com o ciclo menstrual. Agora alguém pode-me explicar que raio faz a  «Testosterona» aqui???!!!

 

E agora a revelação final. Perguntam vocês onde raio a Princesa foi tirar tão importante informação???!!!

 

Pensos Higiénicos. Os pensos higiénicos vêm em bolsinhas individuais. Todos eles têm uma faixa de cola que nos permite prende-los ás cuecas e que está protegido por uma faixa de papel que temos que retirar. Pois é precisamente nessa faixa de papel, que vêm esta informação tão preciosa a todas as mulheres e jovens Portuguesas.

 

Para além de me provocar algumas gargalhadas o que me impressiona é que falamos de uma grande Empresa e uma vez que se decidiram a prestar tão importante informação, o mínimo que se poderia esperar é que fosse precisa, dirigida a mulheres modernas e informadas. E que de alguma forma desse alguma credibilidade aos produtos que adquirimos!!!

 

Estou seriamente tentada a escrever para a Empresa em questão e enviar-lhes os papelinhos (que resolvi guardar) juntamente com alguns comentários meus. Mas para já decidi esperar pela minha próxima «menstruação» para ver que novidades me trazem as novas «faixas de papel»!!! Estou curiosa!!!

 

@   A vossa Princesa Virtual  deseja-vos um excelente Fim-de-semana e uma óptima semana

 

sinto-me: Pensativa
Decreto-Lei decretado por PrincesaVirtual às 18:04

link do post | Alegações Plebeias | Ver Alegações Plebeias (49) | favorito
|
Segunda-feira, 15 de Maio de 2006

A Escalada...

Hoje, pensei em escrever alguma coisa… Tinha pelo menos três assuntos sobre os quais poderia divagar e que dariam um «post»:

 

1º Dar a conhecer uma associação de solidariedade, um desafio feito pela Paty (este deixo para outro post);

 

2º Dar a conhecer 5 hábitos estranhos, um desafio efectuado pela Aragana. Neste estive a pensar e lembrei-me que estranho, estranho ( e que possa contar aqui) tenho dois. Desde miúda que falo com o espelho, falo de tudo, treino discursos, faço caretas, etc etc e antes de dormir tenho a estranha mania de me «embalar» a esfregar um pé na cama,ou no meu outro pé e/ou eventualmente no pé de quem se deitar comigo;

 

 E por ultimo…

 

3º No passado dia 8 de Maio o meu «blog» fez 1 ano. Pois esqueci-me completamente!!!! Eu sei que não é coisa de «blogueira»… Sou péssima com datas, vou ter que colocar esta data no meu «telélé». No próximo ano não me esqueço de certeza!!!

 

Mas esta tarde mudei de ideias quanto ao tema sobre o qual iria escrever.

Esta tarde estava num jardim, sentada num banco debaixo de uma árvore que não sei o nome, mas que lançava uma espécie de algodão cada vez que soprava o vento.

Tinha na mão um livro e confesso que não podia estar melhor, se excluir está claro um pequeno problemazito é que para além do algodão, eu acho que árvore também cuspia pequenos insectos que se prendiam no meu cabelo!!! Mas adiante que isso era um pormenor que não me estragou a tarde…

Estava «idílicamente» bem! Cada vez mais as coisas simples me dão mais e mais prazer. Nem a frescura da água faltava, para além de estar perto do rio, nas minhas costas havia uma espécie de repuxo de água, que fazia com que a frescura da mesma chegasse até mim.

Estava virada para um parque infantil e de vez em quando olhava para as crianças. Foi quando vi uma menina de 5 anos aproximadamente ou talvez 6. Chamou-me a atenção porque era bonita. Rechonchuda, cabelos loiros entrançados em 2 tranças, uma pele branquinha. A menina como a maioria das outras crianças ria divertida. A mãe estava atrás dela e filmava-a.

Havia um «baloiço» perto de mim, um daqueles em que os degraus são de corda, para as crianças treparem e depois descerem pelo escorrega.

Vi a menina correr para esse escorrega, deu a volta para chegar ás escadas e começou a chamar a mãe para a ajudar…

O pai da menina estava fora do recinto dos baloiços, sentado num banco e acenava para ambas.

A menina continuava a chamar pela mãe, para que ela a ajudasse…

Fixei-me na menina e foi quando levei um murro no «estômago», não tinha reparado e só então julguei perceber porque gritava ela pela mãe insistentemente.

O braço esquerdo dessa menina só chegava até ao cotovelo, acabando num coto.

Confesso que o meu momento idílico desapareceu.

Tive vontade de correr para ajudar a criança a subir.

Olhei para o pai que continuava a sorrir e não se mexia. A mãe continuava por detrás da câmara de filmar…

Depois ouvi a mãe a dizer « -vá anda sobe…», a menina dizia que não conseguia e a mãe continuava a incitá-la «-consegues  sim, vá sobe…».

Eu estava cada vez a ficar com o coração mais apertado. Uma criança tão pequena não conseguia subir aqueles degraus de corda só com uma mão, iria cair!!

Estava pregada àquela cena e com uma vontade imensa de ir lá.

Depois…bom depois, a menina subiu. Trepou com uma mão e com o coto do outro braço mantinha o equilíbrio. Depois teve que rastejar para subir e passar por debaixo de um varão de madeira. E a seguir desceu pelo escorrega.

O pai continuava a sorrir e a mãe como qualquer outra mãe dizia «-bravo…bravo…».

A menina voltou a subir, uma, duas, três vezes… e os pais mantinham um ar de orgulho.

Depois vi-a sair, pegar numa bicicleta e continuar o passeio com os pais.

Fiquei com um sorriso na cara.

E pensei que raio de coisa esta de acharmos que quem é diferente não chega lá!!!

Fiz um desejo naquele banco de jardim. Desejei que o futuro daquela menina fosse cheio de pessoas que não vissem a «diferença» e que apenas a vissem a «ela».

Formulei aquele desejo, porque por momentos tive a certeza de que a menina estava bem ciente do impacto da sua diferença nos outros, quando a vi retrair-se e procurar os olhos da mãe, assim que outras crianças se aproximaram do «baloiço».

 

E (in)felizmente acho que a «escalada» daquela menina ainda nem começou…

 

@a Princesa deseja a todos uma exelente semana

sinto-me: OK
Decreto-Lei decretado por PrincesaVirtual às 00:47

link do post | Alegações Plebeias | Ver Alegações Plebeias (26) | favorito
|
Quinta-feira, 11 de Maio de 2006

Ainda Odeceixe...

-Boa noite!

 

-Boa Noite (esticando uma mão)…

 

-Boa Noite ( esticando uma mão e agitando-a)…

 

Olhe, desculpe (quase a colocar-me em bicos dos pés e agitando a mão)….

 

 

A minha amiga, sussurrou-me  «-tens que dar o desconto isto é Odeceixe». Ao fim de mais alguns esforços, a empregada do bar voltou-se para mim e para a minha amiga:

 

-Pode-me dizer o que é o Frozen Saiska (um cocktail que vinha no menu)??...perguntei.

 

A rapariga com um ar muito «fashion» abriu os olhos e respondeu-nos:

 

- Olhe, isso é com o meu colega!!!

 

 E voltou-nos as costas.

 

Conversa puxa conversa…uma carrada de espanhóis ao balcão…mais conversa (e o tal colega não acessível e muito ocupado!!!). Decidimos subir uns degraus e sentarmo-nos em outra zona do balcão mais sossegada. Já tinha passado algum tempo, mas Odeceixe é Odeceixe…inspirei fundo e tentei deixar o «stress» de Lisboa para trás.

 

A rapariga aproximou de novo e com o seu melhor sorriso dirigiu-se a nós:

 

- Querem mais alguma coisa???!!!!

 

Desta vez quem abriu os olhos fui eu. Olhei para a minha amiga (nem foi preciso ela me dizer nada, afinal estávamos em Odeceixe!!!)  e a seguir respondi com um «meio-sorriso» (mesmo estando em Odeceixe, já estava a sentir um certo nervoso miudinho):

 

- Nós ainda não fomos atendidas, o que eu queria saber era o que era….

 

Não acabei a frase porque a «barista-fashion» respondeu muito rapidamente:

 

- Ahhhh não foram… Ok. Olhe, agora também não posso. Já volto!!!

 

E novamente voltou-nos as costas!!!!

 

Olhámos uma para a outra e desatámos a rir.

 

 

Passados 15 minutos voltou. Voltei a repetir a minha pergunta, ela com um sorriso radiante respondeu:

 

-Um momento vou perguntar…

 

Voltou e informou-nos dos ingredientes da famosa bebida que tinha o nome do bar… Não me agradou, por isso resolvi pedir qualquer coisa mais simples. Pedi uma «Cuba Libre» (que também estava no menu), resposta:

 

- Ahhhh Cuba Libre…. Pois, não temos. Sabe é que o meu «colega» ainda não foi ás compras…

 

Em frente a nós, numa prateleira conseguíamos ver a «coca-cola» e o «rum»... Voltei a insistir:

 

- Tem a certeza que não tem mesmo??? É que vem na lista das bebidas…

 

Ela abanou a cabeça…

 

- Tenho mesmo a certeza!!! Olhe e que tal uma caipirinha???

 

Dissemos que não queríamos. Mas ela não desistiu:

 

- A sério, deviam mesmo provar as nossas caipirinhas. Olhe ( e apontou com o dedo para o grupo de espanhóis) aqueles senhores esperaram 40 a 50 minutos pela «caipirinha», mas dizem que valeu apena a espera!!!

 

Abrimos os olhos incrédulas e contivemo-nos ao máximo para não desatarmos a rir.  O «colega» passou perto do «nosso» balcão e resolvi perguntar:

 

- Desculpe, fazem «Cuba Libre»? E especifiquei um pouco mais...Rum, Coca-cola…

 

- Sim , sim…claro (respondeu o colega)!!!

 

A «barista-fashion» sorriu-nos e disse:

 

- Ele é que trata destas coisas. Afinal sempre foi ás compras!! Eu também só cá estou há 2 dias… (enquanto isso encolheu os ombros).

 

Novamente, assim que a barista  voltou as costas caímos na gargalhada.

 

A minha amiga teve que sair por uns momentos e enquanto eu beberricava a minha «cuba-libre» a «barista-fashion» passou por mim e dirigindo-me um dos seus melhores sorrisos perguntou:

 

- Então está «docinha» a bebida???!!!!

 

Abanei a cabeça dizendo que sim, ao mesmo tempo que levei o copo à boca para abafar uma nova gargalhada e para evitar dizer-lhe que contráriamente à caipirinha a cuba livre não levava açucar!!!

 

Um momento de boa disposição, com Odeceixe no seu melhor ….

@ com os cumprimentos da Princesa Virtual

sinto-me: cansada
Decreto-Lei decretado por PrincesaVirtual às 18:24

link do post | Alegações Plebeias | Ver Alegações Plebeias (28) | favorito
|
Sexta-feira, 5 de Maio de 2006

A princesa vai NUA....

 

Ao ler o ultimo post da Patty (www.patyplanetaazul.blogs.sapo.pt ) e porque este fim-de-semana vou-me dirigir ao local do «crime», lembrei-me de uma situação «sui-generis» que se passou comigo…

Tal  como este fim-de-semana, também algures no ano passado, me dirigi a Odeceixe para passar um fim-de-semana.

Nos meus áureos tempos de «teenager», quando apenas existia eu, o namorado e a «tendinha ás costas», passei algum tempo por aquelas paragens, de férias.

Actualmente, Odeceixe não é um «ponto de paragem» dos meus momentos de ócio.

Mas convidada por um casal (amigos recentes) que passavam lá férias e porque tinha lá estado numa pequena visita, pareceu-me que Odeceixe era um sitio perfeito para um fim-de-semana de praia em início de Verão.

Assim juntamente com outros amigos arrancámos a caminho de Odeceixe.

A praia de Odeceixe encantou-me. Estava calor mas não em demasia, a praia era bonita, o sol aquecia-nos…tudo indicava que iríamos ter um fim-de-semana fabuloso!!!

O casal «amigo de Odeceixe» chegou mais tarde e por telefonema informou-nos que iriam a uma outra praia mais ao lado, que nos encontrávamos no final do dia.

Pareceu-nos bem (tinha ido também um outro casal amigo do Norte) e assim mantivemo-nos na praia inicialmente escolhida por nós, até ao final desse dia.

Nessa noite tal combinado encontrámo-nos todos. Jantámos, divertimo-nos e eles falaram-nos sobre a praia que frequentavam. Que era mesmo ao lado da praia de Odeceixe, que era muito bonita, mais pequena, que tinha muito menos gente, que o ambiente era óptimo, que se apanhavam imensos «percebes» nas rochas… apenas tinha um pequeno problema um acesso lixado!!!

Ficamos todos curiosos e decidimos que no dia seguinte iríamos conhecer a dita praia…  No dia seguinte lá estávamos todos a descer uma escarpa, que dava acesso à praia. Confesso que me parecia muito idêntica à de Odeceixe e por isso comecei a resmungar, que não valia o esforço, que não via onde estava a diferença e blá blá… ao fundo víamos as pessoas que ainda eram indecifráveis para nós.

Fomo-nos aproximando e vimos duas mulheres que levantaram as mãos e nos acenaram. Consegui distinguir que uma delas era a mulher do nosso amigo. À medida que nos aproximávamos percebi que elas faziam «topless». Nunca fiz «topless» não porque acho «chocante», ou porque seja demasiado pudica, mas porque uma vez em miúda (quando ainda nem mamas tinha que justificasse um «topless») fiquei impressionadíssima com uma senhora que estava de «papo para o ar» na praia. Lembro-me que ela tinha carradas de creme Nívea nas mamas e sempre que o creme começava a desaparecer ( e ela reforçava) via-se os mamilos quase em sangue… Sempre que tentei o «topless» e o sol aquecia, aquela imagem perseguia-me. Bom e já não falo no sentido estético da «coisa» em si, ou seja nem todas as «mamas» deveriam ser mostradas…se bem que por outro lado a liberdade de mostrar as mamas está para além do sentido «estético» …

Bom, como disse nada de mais!!! Quando nos aproximámos o suficiente para que as pessoas da praia deixassem de ser só um «recorte» na paisagem,  um de nós exclamou: «- Epá…bonito!!! A C. (a mulher do nosso amigo) está nua!!!».

Alguns disseram « Não está nada, é um biquini cor-de-carne». Parámos todos e durante alguns momentos discutimos se a C. estaria nua ou não…

Mas estava sim! A C. estava NUINHA!!!

Mais tarde descobrimos que aquela praia a seguir à do Meco é uma das praias mais conhecidas dos Naturistas.

Os homens que iam connosco ficaram incomodados e eu confesso que estava divertida.

Pensei para os meus botões como raio é que eles se vão concentrar numa conversa quando é só novidades à vista???!!!

Com excepção de uma menina de 7 anos que ia connosco e que se agarrou aos nossos calcanhares a dizer que não se queria despir, as coisas correram com bastante naturalidade.

Fingimos todos que aquilo era perfeitamente normal (nenhum de nós era Naturista!!!).

Os homens aproveitaram a deixa dos «percebes» e foram ter com o nosso amigo (que eu confirmei com um certo alivio que estava de calçãozinho) nas rochas.

E ao fim de um bocado confesso que me esqueci que a C. estava nua. Talvez por ela ser mulher, todas as mulheres estão habituadas a lidar com naturalidade com a nudez das outras, nem que seja nos duches do ginásio, nas aulas de natação quando mudamos a roupa. Era fácil ignorar a «ausência de qualquer coisa» para tapar as «vergonhas» da C. (bom pelo menos para nós as mulheres, porque os homens há algum tempo que tinham zarpado!!!).

Os homens chegaram…com os percebes.

E o nosso amigo, após pousar os percebes que eu observava com interesse ( e gula, adoro percebes!!!) não foi de modas e zás tira os calçõezinhos e fica ali à nossa frente com as «jóias da coroa» expostas.

Bom na verdade «joiazinhas» … Comentei, em tom de brincadeira isso com os homens do grupo (com todo o meu sentido critico e estético!!!), argumentei que não se deviam «expor» quaisquer «jóias». Os homens ficaram «chocados» e disseram « Epá Princesa para onde andas tu a olhar!!!». E depois lá explicaram que era a água fria e tal e coisa… Se bem conheço os homens aposto que cada um deles começou mentalmente a fazer contas de cabeça a «cms» (comparativamente)…

Não percebi muito bem porque ficaram chocados com o meu comentário, porque me parece perfeitamente normal que o meu sentido crítico se oriente para as «novidades»!!! Pelo menos para mim que não sou naturista.

Nessa noite ao jantar quando olhava para os meus «amigos de Odeceixe» divertia-me a focá-los. Nus…Despidos…Nus….Despidos…

Quase me desatei a rir quando vi a C. a ajeitar o decote da blusa que estava a descair.

Nada tenho contra os Naturistas. Não pratico, no entanto desde miúda que frequento praias de Naturistas.

O eventual desconforto e estranheza deveu-se sem dúvida ao facto de desconhecermos que eles eram «Naturistas».

Bom e há outra razão, confesso que me faz uma certa confusão imaginar os meus amigos NUS… é quase como aquela velha de termos consciência que afinal não fomos deixados por uma cegonha à porta da casa dos nossos pais…

 

PS se este «post» tiver mais comentários que o usual, isso quer dizer que estou a ficar uma óptima «COMERCIAL»  e não…NÂO MESMO!!! A PRINCESA AFINAL NÃO VAI NUA!!!

 

@ Desejo um excelente fim-de-semana a todos e uma óptima semana

 

 

 

 

 

 

sinto-me:
Decreto-Lei decretado por PrincesaVirtual às 16:09

link do post | Alegações Plebeias | Ver Alegações Plebeias (50) | favorito
|

.Audiências Reais com a Princesa Virtual: PrincesaVirtual@sapo.pt

.pesquisar

 

.Novembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Decretos-Lei Recentes

. ...

. Era uma vez uma Princesa ...

. Quando o cristal se estil...

. COMUNICADO REAL...

. À conversa com uma CABRA!...

. Pastilhas...

. Os Mapas, as mulheres e o...

. As vantagens/oportunidade...

. A SMS.....

. Criteriosa....

.Decretos-Lei Antigos

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.Nobreza que visito

.Livro de visitas

.Aqueles que me estão a visitar agora mesmo...

.Alguém os viu???

.A orquestra a tocar

.Levem a Princesa (salvo seja) - o seu selo...

blogs SAPO

.subscrever feeds