Sábado, 22 de Outubro de 2005

Esta coisa das Princesas pensarem.....

frontalidade.jpg

Esta coisa das Princesas pensarem, tem que se lhe diga. Há sempre qualquer coisa que me deixa a pensar.
Acho (e julgo que já li em qualquer lado) que tenho milhares de pensamentos por dia (eu e a maioria dos mortais).
São muitos e não consigo agarrá-los a todos. Mas neste preciso momento agarrei um…
Tem a ver com a «frontalidade».
Pensava eu, como a «frontalidade» é qualquer coisa tão interessante, tão genuína, tão verdadeira, tão forte, tão integra…mas também tão devastadora, tão chocante, tão má.
Confusos???!!!
Vejamos sempre fui uma pessoa frontal por uma questão de feitio.
Não sei a que altura percebi que a frontalidade poderia ser um «pau de dois bicos», mas o que é facto é que Ʌ
Aos vinte anos diria ao meu chefe (no auge de uma discussão) assim que a mostarda me chegasse ao nariz:

- Você é um gradecissimo de um incompetente e filho da mãe!!!

Hoje em dia diria (usando o meu melhor sorriso):

- Julgo que poderemos retomar este assunto depois do almoço ( e sairia a correr para o meu gabinete para fazer alguns exercícios de respiração e relaxamento e se não funcionasse diria umas valente asneiras baixinho) .

A frontalidade é um instrumento valioso mas acredito que nem sempre a deveremos (ou será aconselhável considerando a titulo de exemplo o que dei acima) utilizar em pleno. Nem todas as pessoas estão preparadas para ela e muitas vezes nem nós , porque esta coisa da frontalidade tem retorno. Se em algumas situações será uma mais valia, em outras poderá ser um acto de incompreensão e devastação.

Muitas vezes entre amigos divirto-me com isso. Como se soubesse o que todos pensam e gostariam de dizer e não dizem. Quando acho que não faz mossa eu faço-lhes a vontade.
Oiço-lhes as gargalhadas, ás vezes vejo olhares de constrangimento e outras leio-lhes na cara «meu deus a Princesa é mesmo lixada». Mas quando lhes faço a pergunta se por acaso eles pensam de forma diferente??? Na maioria dos casos chegamos á conclusão, que os sorrisos, as gargalhadas, os abanares de cabeça, apenas reflectem a sua inaptidão de verbalizarem com todas as letras o que lhes vai na alma.

E porquê este pensamento? É porque ando com uma vontade danada de dizer a uma pessoa que é uma Cabra filha da mãe, seca, arrogante e má… mas não lhe posso dizer. Porquê? Bom, apesar de ela o merecer, eu considero-me muito melhor que ela e tenho noção que a iria ferir profundamente. Por isso faço uns exercícios de relaxamento, escrevo no blog e é suficiente.

Um conselho:

USEM E ABUSEM DA FRONTALIDADE mas com bom senso…
Decreto-Lei decretado por PrincesaVirtual às 22:25

link do post | Alegações Plebeias | favorito
|
8 comentários:
De Anónimo a 29 de Outubro de 2005 às 09:00
Bem eu ainda ando em treinos para controlar a minha! Felizmente a maioria das vezes , por defeito de fabrico, consigo dizer o que me vai an cabeça de forma a não magoar! Mas, isso é só as vezes. Sou dada a disparos...ui se sou...mas ando nos treinos pode ser k consiga...lol mas duvido!Crowe
(http://asasnegras.blogs.sapo.pt)
(mailto:the_crowe_nest@hotmail.com)
De Anónimo a 25 de Outubro de 2005 às 02:19
Vivendo e aprendendo...

Tem uma excelente semana!GNM
(http://www.extranumerario.blogspot.com)
(mailto:goncalonunomartins@iol.pt)
De Anónimo a 24 de Outubro de 2005 às 16:45
Ser ou não ser frontal, é uma caracteristica que nasce com as pessoas, ou se é ou não se é. No meio das minhas amizades, uso sempre a frontalidade. Quem me conhece, aceita-me assim mesmo. É obvio, que isso não tem que ser necessáriamente bem aceite por toda a gente, nem eu esperava que assim fosse. Mas entre dizer coisas directamente, e mandar dizer por meias palavras, prefiro 1000 vezes a coragem de assumir as palavras, sejam elas quais forem. Muitas vezes sou acusada de mau feitio, é algo que me rotula, mas com que eu convivo de forma pacifica. Bem basta o que se cala, porque tem que ser, no meio das amizades, não deverá haver recurso a meios termos. Ao longo dos anos tenho feito amizades fortes, das quais nem sempre ouço coisas boas, mas que eu aceito, porque me são dirigidas. Mas devo dizer, que uma das coisas que me irrita francamente, é quando se diz "podes dizer-me tudo", e quando nós dizemos tudo, se ata o burro á parede e se faz disso uma guerra sem tréguas. Para isso eu não tenho francamente feitio, nem tirei a especialização em desatar burros, nem que os burros sejam de uma raça especial. Beijos princesa, mulher que tenho na conta de grande frontalidade.::)))igara
(http://www.bloguiando.blogs.sapo.pt)
(mailto:igara@sapo.pt)
De Anónimo a 24 de Outubro de 2005 às 15:19
A isso chama-se maturidade.
E acredita que ganhamos mais em ser pacifícos, frontais mas pacíficos.inconfidente
(http://inconfidencias.blogs.sapo.pt)
(mailto:inconfidencias@sapo.pt)
De Anónimo a 24 de Outubro de 2005 às 09:46
n sei se me apetece ser frontal . .as vezes axo q n vale a pena e hoje tb é segunda feira n me apetece, n tou com paxorra :s concordo ctg haq usae a frontalidade com cuidado as vezes as pessoas n a aceitam la mt bem :sPasso
</a>
(mailto:Passodianisto@hotmail.com)
De Anónimo a 24 de Outubro de 2005 às 08:59
Pois. Ser frontal é, em principio, coisa boa. Talvez incómoda, à vez, para o próprio e para os alvos da frontalidade. Não o digo por experiência muito própria, porque essa não é uma das minhas características. Digo-o mais por observação e por sentir na pele a frontalidade. A minha veia dipomática sobrepõem-se, normalmente, à frontalidade. Mas, depois da questão do principio, vem o resto.

E o resto é que há coisas que, uma vez ditas, estão ditas. E que às vezes, há coisas que se podem até pensar...mas que não se podem dizer, porque nada as apaga. Ou melhor...não se devem. A bem de outros valores, que não a frontalidade!

Enfim, como em tudo: não há bela sem senão! Por isso, uns têm mais "bela" e outros mais "senão". E felizmente que assim é!!

Beijos.fdarkeyes
(http://umacoisadecadavez.blogs.sapopt)
(mailto:fdarkeyes@sapo.pt)
De Anónimo a 23 de Outubro de 2005 às 19:54
Lololol peço desculpa mas não pude evitar de me rir com este teu artigo :o)
A verdade é que muitas vezes reprimimos coisas que deveríamos dizer e outras vezes até nos saem as maiores porcarias pela boca fora. Acho que essa pessoa se vir o teu olhar a prescrutá-la já deve sentir que tu pensas isso dela. Mas a verdade é que tantas e tantas vezes nos apetece dizer algo.. e arrependemo-nos...darksidemoon
(http://illusion.blogs.sapo.pt)
(mailto:sue21_mar@hotmail.com)
De Anónimo a 23 de Outubro de 2005 às 19:19
Ai, como te compreendo, amiga Princesa! Como por vezes custa ter bom senso e ouvidos de mercador! Enfim... pena não podermos escolher que nos rodeia sempre! Beijinhos grandes e amigos. Malae*********Malae
(http://ilhalorosae.blogs.sapo.pt/)
(mailto:catiandrea@hotmail.com)

Alegações Plebeias...

.Audiências Reais com a Princesa Virtual: PrincesaVirtual@sapo.pt

.pesquisar

 

.Novembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Decretos-Lei Recentes

. ...

. Era uma vez uma Princesa ...

. Quando o cristal se estil...

. COMUNICADO REAL...

. À conversa com uma CABRA!...

. Pastilhas...

. Os Mapas, as mulheres e o...

. As vantagens/oportunidade...

. A SMS.....

. Criteriosa....

.Decretos-Lei Antigos

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.Nobreza que visito

.Livro de visitas

.Aqueles que me estão a visitar agora mesmo...

.Alguém os viu???

.A orquestra a tocar

.Levem a Princesa (salvo seja) - o seu selo...

blogs SAPO

.subscrever feeds